domingo, 22 de maio de 2011

3 - PINTURA EGÍPCIA



B - Características da pintura egípcia

44 comentários:

  1. No Antigo Egipto a pintura aplica-se a espaços arquitectónicos, especialmente aqueles relacionados com o culto dos mortos, como túmulos de faraós. Contudo, egípcios ricos tinham murais em casa, elaborados em estilos de rica textura. Outras pinturas podem ser encontradas em papiros e juntamente com hieróglifos.
    Mesmo assim, a pintura cerimonial de tumbas é certamente a mais lembrada até hoje. Os antigos egípcios criaram pinturas para fazer da vida pós-morte um lugar agradável. Os temas incluíam a jornada para o outro mundo ou divindades protectoras que apresentavam o morto para os deuses do pós-morte. Algumas pinturas mostram as actividades que o morto gostava de fazer quando era vivo e que, certamente, gostaria de continuar fazendo por toda a eternidade.
    Regras
    Havia diversas regras sobre como pintar no Antigo Egito.

    Aluno:Isaac de Andrade Alves
    6 D

    ResponderExcluir
  2. a pintura egipcia nao podia ser desenhada de qualquer jeito tinha uma regra que se chamava a lei da frontalidade
    a pintura tinha que ser feita com o rosto para o lado os olhos para frente ,tronco para frente e os braços para o lado
    beatriz pereira 03
    e paulo marcelo 32 serie:6ªD

    ResponderExcluir
  3. Pintura egipcia é um tipo de arte feita pelos homens pré-históricos nas paredes das cavernas. Como os homens desta época não tinham um sistema de escrita desenvolvido, utilizam os desenhos como uma forma de comunicação. Retratavam nestas pinturas cenas do cotidiano como, por exemplo, a caça, animais, descobertas, plantas, rituais etc. As paredes das cavernas serviam também como uma espécie de agenda, onde eram desenhadas algumas idéias ou mensagens. serie: 6ª paulo marcelo 32 e beatriz pereira 03

    ResponderExcluir
  4. No Antigo Egipto a pintura aplica-se a espaços arquitectónicos, especialmente aqueles relacionados com o culto dos mortos, como túmulos de faraós. Contudo, egípcios ricos tinham murais em casa, elaborados em estilos de rica textura. Outras pinturas podem ser encontradas em papiros e juntamente com hieróglifos.
    Mesmo assim, a pintura cerimonial de tumbas é certamente a mais lembrada até hoje. Os antigos egípcios criaram pinturas para fazer da vida pós-morte um lugar agradável. Os temas incluíam a jornada para o outro mundo ou divindades protectoras que apresentavam o morto para os deuses do pós-morte. Algumas pinturas mostram as actividades que o morto gostava de fazer quando era vivo e que, certamente, gostaria de continuar fazendo por toda a eternidade.
    Regras
    Havia diversas regras sobre como pintar no Antigo Egito.

    ResponderExcluir
  5. É uma pintura essencialmente simbólica, que segue rígidos padrões de representação, como a lei da frontalidade. As áreas espaciais são bem definidas e o tamanho e posição das figuras no espaço são estipulados segundo regras hierárquicas. Os traços são estilizados e rígidos, as formas são bidimensionais (ausência de volumetria), e a cor é aplicada em manchas uniformes.
    O aparente "primitivismo" da arte das pinturas egípcias é devido à função essencialmente simbólica que a arte representa. Todas as figuras eram mostradas do ângulo que podiam ser mais bem identificadas. O aspecto, assim, era eminentemente esquemático.
    No Antigo Egipto a pintura aplica-se a espaços arquitectónicos, especialmente aqueles relacionados com o culto dos mortos, como túmulos de faraós. Contudo, egípcios ricos tinham murais em casa, elaborados em estilos de rica textura. Outras pinturas podem ser encontradas em papiros e juntamente com hieróglifos.
    Mesmo assim, a pintura cerimonial de tumbas é certamente a mais lembrada até hoje. Os antigos egípcios criaram pinturas para fazer da vida pós-morte um lugar agradável. Os temas incluíam a jornada para o outro mundo ou divindades protectoras que apresentavam o morto para os deuses do pós-morte. Algumas pinturas mostram as actividades que o morto gostava de fazer quando era vivo e que, certamente, gostaria de continuar fazendo por toda a eternidade.
    Regras
    Havia diversas regras sobre como pintar no Antigo Egito Ex.: Lei da frontalidade - Uma pessoa não poderia ser pintada com a cabeça membros inferiores e superiores virados para frente, porém o tronco poderia,
    ALUNO:MATHEUS DA SILVA CAETANO TURMA 6D

    ResponderExcluir
  6. A arte egípcia origina-se na maior parte da hipertrofia do culto aos mortos, pois é ela que determina os tipos construtivos fundamentais, a temática escultórica ou pictórica.
    A tendência ao realismo, necessário para assegurar a identidade entre a imagem e a coisa representada, única forma de fazer que aquela assuma as propriedades desta, em decorrência de suas crenças religiosas dominadas pela idéia de outro mundo e de uma concepção dual da pessoa

    nomes:zélia e isadora
    série:6d
    números:38 e 18

    ResponderExcluir
  7. Uma das principais civilizações da Antigüidade foi a que se desenvolveu no Egito. Era uma civilização já bastante complexa em sua organização social e riquíssima em suas realizações culturais.
    A religião invadiu toda a vida egípcia, interpretando o universo, justificando sua organização social e política, determinando o papel de cada classe social e, conseqüentemente, orientando toda a produção artística desse povo.
    Além de crer em deuses que poderiam interferir na história humana, os egípcios acreditavam também numa vida após a morte e achavam que essa vida era mais importante do que a que viviam no presente.
    O fundamento ideológico da arte egípcia é a glorificação dos deuses e do rei defunto divinizado, para o qual se erguiam templos funerários e túmulos grandiosos.

    ARQUITETURA

    As pirâmides do deserto de Gizé são as obras arquitetônicas mais famosas e, foram construídas por importantes reis do Antigo Império: Quéops, Quéfren e Miquerinos. Junto a essas três pirâmides está a esfinge mais conhecida do Egito, que representa o faraó Quéfren, mas a ação erosiva do vento e das areias do deserto deram-lhe, ao longo dos séculos, um aspecto enigmático e misterioso.

    As características gerais da arquitetura egípcia são:
    * solidez e durabilidade;
    * sentimento de eternidade; e
    * aspecto misterioso e impenetrável.

    As pirâmides tinham base quandrangular eram feitas com pedras que pesavam cerca de vinte toneladas e mediam dez metros de largura, além de serem admiravelmente lapidadas. A porta da frente da pirâmide voltava-se para a estrela polar, a fim de que seu influxo se concentrasse sobre a múmia. O interior era um verdadeiro labirinto que ia dar na câmara funerária, local onde estava a múmia.
    nomes: zélia e isadora
    série:6d
    números:38 e 18

    ResponderExcluir
  8. A pintura do Antigo Egito significou um ressurgimento da pintura, muitos anos após às pinturas rupestres. No Antigo Egito, os artistas estavam mais interessados na arquitetura e na escultura, por isso muitas das pinturas que ainda permanecem são decorações de tumbas.

    NOME:FERNADO ALVES 6:D N:08
    NOME:ELVIS LOPES 6:D N:07

    ResponderExcluir
  9. A pintura não podia ser pintada de qualquer jeito,o tronco e o olho a era desenha de frente. Mas o resto era tudo desenhado de4 perfiu.

    NOME: natalia carvalho aguiar. 6ªE Nº:23

    ResponderExcluir
  10. O aspecto da cultura egipcia era a religião que tudo orientava
    Nome: Kelbert 6E

    ResponderExcluir
  11. A arte aparecia representada como:
    Tumulos,esculturas,vasos e outros objetos deitado junto aos mortos.
    Victor Henrique 6E

    ResponderExcluir
  12. PINTURA

    A decoração colorida era um poderoso elemento de complementação das atitudes religiosas.

    Suas características gerais são:
    * ausência de três dimensões;
    * ignorância da profundidade;
    * colorido a tinta lisa, sem claro-escuro e sem indicação do relevo; e
    * Lei da Frontalidade que determinava que o tronco da pessoa fosse representado sempre de frente, enquanto sua cabeça, suas pernas e seus pés eram vistos de perfil.

    nome;miguel wesley turma;6 serie E

    ResponderExcluir
  13. Os pintores egipcios estabeleseram varia regras seguidas durante muitos tempos ao longo do antigo império entre elas a regra de frontalidade . A rigidez dessa regra só seria quebrada no reino de Amenófis IV , no Novo Império . Ele transferiu a capital de Tebas para Amarna e pois fim na religião pilitelísta e pondo ao povo uma religião monoteísta cujo ao único Deus era Aton é o Deus do sol adotando o nome de Akhnaton em homenagem Akhnaton emcomendou pinturas e relevos em que ele o faraó não era visto em posturas solenos e austeras como seus antessesores .

    Alunas : Káritha e Silvia
    Numeros da chamada : 13 e 28
    Turma : 6º "E" *-----*

    ResponderExcluir
  14. A pintura Egipcia foi comandada pela lei da frontalidade a onde as pinturas era feitas de um jeito so, mas durante um tempo do governano de Amenofis IV que tudo mudou o politeismo a lei da frontalidade e outras leis.Cristiano 6ºE

    ResponderExcluir
  15. No Antigo Egipto a pintura aplica-se a espaços arquitectónicos, especialmente aqueles relacionados com o culto dos mortos, como túmulos de faraós. Contudo, egípcios ricos tinham murais em casa, elaborados em estilos de rica textura. Outras pinturas podem ser encontradas em papiros e juntamente com hieróglifos.
    Mesmo assim, a pintura cerimonial de tumbas é certamente a mais lembrada até hoje. Os antigos egípcios criaram pinturas para fazer da vida pós-morte um lugar agradável. Os temas incluíam a jornada para o outro mundo ou divindades protectoras que apresentavam o morto para os deuses do pós-morte. Algumas pinturas mostram as actividades que o morto gostava de fazer quando era vivo e que, certamente, gostaria de continuar fazendo por toda a eternidade.
    Regras
    Havia diversas regras sobre como pintar no Antigo Egito.
    jonathan

    ResponderExcluir
  16. Os pintores egipcios estabelecem várias regras que foram seguidas durante muito tempo , oa longo do antigo império . Entre elas , a regra da frontalidade , chama a atenção pela frequência com que aparece nas obras .
    Aspectos técnicos como prerspectiva* , proporção**
    entre as figuras e ponto de vista do autor de obra ainda não preocurpavam os pintores egípcios. Tudo era mostrado que se estivesse de frente para o observador .
    Thamiris Victoria - 6°E - n°30
    Lucas de Sousa - 6°E - n°16

    ResponderExcluir
  17. pintura essencialmente simbólica, que segue rígidos padrões de representação, como a lei da frontalidade. As áreas espaciais são bem definidas e o tamanho e posição das figuras no espaço são estipulados segundo regras hierárquicas. Os traços são estilizados e rígidos, as formas são bidimensionais (ausência de volumetria), e a cor é aplicada em manchas uniformes.
    Nome: wallisson kelven viana vidal
    Escola: cef03
    Turma é serie: 6º'E'.
    Numero da chamada: 33

    ResponderExcluir
  18. No Antigo Egipto a pintura aplica-se a espaços arquitectónicos, especialmente aqueles relacionados com o culto dos mortos, como túmulos de faraós. Contudo, egípcios ricos tinham murais em casa, elaborados em estilos de rica textura. Outras pinturas podem ser encontradas em papiros e juntamente com hieróglifos.
    Nome: wallisson kelven viana vidal
    Escola: cef03
    Turma é serie: 6º'E'.
    Numero da chamada: 33

    ResponderExcluir
  19. A PINTURA EGÍPCIA

    A arte egípcia origina-se na maior parte da hipertrofia do culto aos mortos, pois é ela que determina os tipos construtivos fundamentais, a temática escultórica ou pictórica.
    A tendência ao realismo, necessário para assegurar a identidade entre a imagem e a coisa representada, única forma de fazer que aquela assuma as propriedades desta, em decorrência de suas crenças religiosas dominadas pela idéia de outro mundo e de uma concepção dual da pessoa. O caráter conservador e hierarquizado e compartimentado do tipo de sociedade em que viviam determinou também a codificação da arte, a repulsa a qualquer novidade, e o culto ao convencional.
    A pintura tem seu grande campo de ação nas decorações dos monumentos funerários, onde grandes telas murais descrevem as ocupações e o ambiente vital do defunto.
    Arte de códigos rígidos representava o personagem de perfil, conforme a lei da frontalidade, com cenas perfeitamente estruturadas mas desconhecendo as leis da perspectiva.
    O material usado nessas pinturas, aplicadas sobre uma camada de gesso, era feita à cola com pigmentos minerais, sem matizações.

    Nome: Edgar Brunno da Silva Borges Nº: 06
    Série/Turma: 6ª "F"

    ResponderExcluir
  20. A pintura do Antigo Egito significou um ressurgimento da pintura, muitos anos após às pinturas rupestres. No Antigo Egito, os artistas estavam mais interessados na arquitetura e na escultura, por isso muitas das pinturas que ainda permanecem são decorações de tumbas.
    [editar] Características

    É uma pintura essencialmente simbólica, que segue rígidos padrões de representação, como a lei da frontalidade. As áreas espaciais são bem definidas e o tamanho e posição das figuras no espaço são estipulados segundo regras hierárquicas. Os traços são estilizados e rígidos, as formas são bidimensionais (ausência de volumetria), e a cor é aplicada em manchas uniformes.

    O aparente "primitivismo" da arte das pinturas egípcias é devido à função essencialmente simbólica que a arte representa. Todas as figuras eram mostradas do ângulo que podiam ser mais bem identificadas. O aspecto, assim, era eminentemente esquemático.

    ResponderExcluir
  21. A arte egípcia origina-se na maior parte da hipertrofia do culto aos mortos, pois é ela que determina os tipos construtivos fundamentais, a temática escultórica ou pictórica.
    A tendência ao realismo, necessário para assegurar a identidade entre a imagem e a coisa representada, única forma de fazer que aquela assuma as propriedades desta, em decorrência de suas crenças religiosas dominadas pela idéia de outro mundo e de uma concepção dual da pessoa. O caráter conservador e hierarquizado e compartimentado do tipo de sociedade em que viviam determinou também a codificação da arte, a repulsa a qualquer novidade, e o culto ao convencional.
    A pintura tem seu grande campo de ação nas decorações dos monumentos funerários, onde grandes telas murais descrevem as ocupações e o ambiente vital do defunto.
    Arte de códigos rígidos representava o personagem de perfil, conforme a lei da frontalidade, com cenas perfeitamente estruturadas mas desconhecendo as leis da perspectiva.
    O material usado nessas pinturas, aplicadas sobre uma camada de gesso, era feita à cola com pigmentos minerais, sem matizações.

    Breno Lero 6ªf nº3

    ResponderExcluir
  22. No Antigo Egipto a pintura aplica-se a espaços arquitectónicos, especialmente aqueles relacionados com o culto dos mortos, como túmulos de faraós. Contudo, egípcios ricos tinham murais em casa, elaborados em estilos de rica textura. Outras pinturas podem ser encontradas em papiros e juntamente com hieróglifos.

    Mesmo assim, a pintura cerimonial de tumbas é certamente a mais lembrada até hoje. Os antigos egípcios criaram pinturas para fazer da vida pós-morte um lugar agradável. Os temas incluíam a jornada para o outro mundo ou divindades protectoras que apresentavam o morto para os deuses do pós-morte. Algumas pinturas mostram as actividades que o morto gostava de fazer quando era vivo e que, certamente, gostaria de continuar fazendo por toda a eternidade.

    Regras

    Havia diversas regras sobre como pintar no Antigo Egito Ex.: Lei da frontalidade - Uma pessoa não poderia ser pintada com a cabeça membros inferiores e superiores virados para frente, porém o tronco poderia,

    Peso da alma - Deveria ser seguida uma ordem de altura, ou seja, quanto mais importante uma pessoa fosse mais alta ela deveria ser pintada. Ex.: Faraó(ou deus representado), rainha(príncipe), sacerdotes, servos e o povo.
    O povo ou um servo não poderia ser pintado frente a frente com o faraó.
    Nome : wesley
    serie e turma : 6ºserie F

    ResponderExcluir
  23. E uma pintura essencialmente simbólica, que segue rígidos padrões de representação, como a lei da frontalidade. As áreas espaciais são bem definidas e o tamanho e posição das figuras no espaço são estipulados segundo regras hierárquicas. Os traços são estilizados e rígidos, as formas são bidimensionais (ausência de volumetria), e a cor é aplicada em manchas uniformes.

    O aparente "primitivismo" da arte das pinturas egípcias é devido à função essencialmente simbólica que a arte representa. Todas as figuras eram mostradas do ângulo que podiam ser mais bem identificadas. O aspecto, assim, era eminentemente esquemático.
    Nome: wesley
    serie e turma : 6ºserie F

    ResponderExcluir
  24. É uma pintura essencialmente simbólica, que segue rígidos padrões de representação, como a lei da frontalidade. As áreas espaciais são bem definidas e o tamanho e posição das figuras no espaço são estipulados segundo regras hierárquicas. Os traços são estilizados e rígidos, as formas são bidimensionais (ausência de volumetria), e a cor é aplicada em manchas uniformes.

    O aparente "primitivismo" da arte das pinturas egípcias é devido à função essencialmente simbólica que a arte representa. Todas as figuras eram mostradas do ângulo que podiam ser mais bem identificadas. O aspecto, assim, era eminentemente esquemático.
    Nome:Vitoria Ellen
    23/05/2011
    Serie:6 'F'

    ResponderExcluir
  25. A arte egípcia origina-se na maior parte da hipertrofia do culto aos mortos, pois é ela que determina os tipos construtivos fundamentais, a temática escultórica ou pictórica.
    A tendência ao realismo, necessário para assegurar a identidade entre a imagem e a coisa representada, única forma de fazer que aquela assuma as propriedades desta, em decorrência de suas crenças religiosas dominadas pela idéia de outro mundo e de uma concepção dual da pessoa. O caráter conservador e hierarquizado e compartimentado do tipo de sociedade em que viviam determinou também a codificação da arte, a repulsa a qualquer novidade, e o culto ao convencional.
    A pintura tem seu grande campo de ação nas decorações dos monumentos funerários, onde grandes telas murais descrevem as ocupações e o ambiente vital do defunto.
    Arte de códigos rígidos representava o personagem de perfil, conforme a lei da frontalidade, com cenas perfeitamente estruturadas mas desconhecendo as leis da perspectiva.
    O material usado nessas pinturas, aplicadas sobre uma camada de gesso, era feita à cola com pigmentos minerais, sem matizações.

    Mattheaus Santana Da Costa Turma/serie : 6F

    ResponderExcluir
  26. O templo de Luxor, ao lado do templo de Karnac, foram um dos maiores monumentos da cidade de Tebas, no Egito Antigo. Sua construção foi levada a efeito sob o reinado de Amenhotep III, e dedicado à tríade de Tebas. Embora colossal em tamanho - cerca de 275 m de comprimento -, apresenta ao mesmo tempo linhas simples, geométricas. Colunas, muros e arquitraves eram cobertos por motivos inspirados nas vitórias do faraó, em cores vivas. À frente do templo havia estátuas colossais e dois obeliscos que estão hoje na Praça da Concórdia, em Paris.

    A arquitetura egípcia aliava imponência e simplicidade. Todas as suas formas se originavam da casa residencial. Esta tinha plano retangular e dispunha-se em torno de troncos de palmeiras ou de outras árvores. Mesmo depois que os egípcios adotaram outros materiais - como a pedra -, subsistiram na decoração os temas vegetais: lótus, palma, papiros.
    Com a expansão do poder do clero, o templo passou a ser a forma arquitetônica dominante; neles, fileiras de esfinges ladeavam a estrada sagrada. As colunas eram coloridas, ostentando motivos da natureza vegetal. O capitel, pefeitamente geométrico, tinha os ornatos na base e no alto da coluna estilizando a flôr de lótus (uma das características mais marcantes da arquitetura e decoração egípcias).


    Caio Carlos Serie/Turma 6F

    ResponderExcluir
  27. daniel de souza 6 D23 de maio de 2011 19:25

    (daniel de souza 6 "D ") A pintura do Antigo Egito significou um ressurgimento da pintura, muitos anos após às pinturas rupestres. No Antigo Egito, os artistas estavam mais interessados na arquitetura e na escultura, por isso muitas das pinturas que ainda permanecem são decorações de tumbas.

    ResponderExcluir
  28. No Antigo Egipto a pintura aplica-se a espaços arquitectónicos, especialmente aqueles relacionados com o culto dos mortos, como túmulos de faraós. Contudo, egípcios ricos tinham murais em casa, elaborados em estilos de rica textura. Outras pinturas podem ser encontradas em papiros e juntamente com hieróglifos.

    Mesmo assim, a pintura cerimonial de tumbas é certamente a mais lembrada até hoje. Os antigos egípcios criaram pinturas para fazer da vida pós-morte um lugar agradável. Os temas incluíam a jornada para o outro mundo ou divindades protectoras que apresentavam o morto para os deuses do pós-morte. Algumas pinturas mostram as actividades que o morto gostava de fazer quando era vivo e que, certamente, gostaria de continuar fazendo por toda a eternidade.v

    ResponderExcluir
  29. Markos Vinicios Pessoa do carmo 6g nº21

    No Antigo Egipto a pintura aplica-se a espaços
    arquitectónicos, especialmente aqueles relacionados com o culto dos mortos, como túmulos de faraós. Contudo, egípcios ricos tinham murais em casa, elaborados em estilos de rica textura. Outras pinturas podem ser encontradas em papiros e juntamente com hieróglifos.

    Mesmo assim, a pintura cerimonial de tumbas é certamente a mais lembrada até hoje. Os antigos egípcios criaram pinturas para fazer da vida pós-morte um lugar agradável. Os temas incluíam a jornada para o outro mundo ou divindades protectoras que apresentavam o morto para os deuses do pós-morte. Algumas pinturas mostram as actividades que o morto gostava de fazer quando era vivo e que, certamente, gostaria de continuar fazendo por toda a eternidade.

    Regras

    Havia diversas regras sobre como pintar no Antigo Egito Ex.: Lei da frontalidade - Uma pessoa não poderia ser pintada com a cabeça membros inferiores e superiores virados para frente, porém o tronco poderia,

    ResponderExcluir
  30. cheldio disse..
    As artes no Egito Antigo estavam muito relacionadas com a vida religiosa. A maioria das estátuas, pinturas, monumentos e obras arquitetônicas estavam ligados, direta ou indiretamente, aos temas religiosos.

    Grande parte das pinturas eram feitas nas paredes das pirâmides. Estas obras retratavam a vida dos faraós, as ações dos deuses, a vida após a morte entre outros temas da vida religiosa. Estes desenhos eram feitos de maneira que as figuras eram mostradas de perfil. Os egípcios não trabalhavam com a técnica da perspectiva (imagens tridimensionais). Os desenhos eram acompanhados de textos, feitos em escrita hieroglífica (as palavras e expressões eram representadas por desenhos).
    As tintas eram obtidas na natureza (pó de minérios, substâncias orgânicas, etc).

    ResponderExcluir
  31. Diferentemente do que sabemos por meio dos grandes manuais e ou enciclopédias mundiais de arte, história, cultura e outros espaços acadêmicos. Ou ainda nos manuais didáticos do Brasil. Aqui no Brasil também se fez pinturas rupestres – são pinturas feitas nas rochas, usando-se do ocre para executá-las (gordura vegetal e animal) na maioria das vezes. E ficaram registradas ao longo de muitos anos. Há muito tempo atrás, podendo chegar até a 50 mil anos antes do presente, no Brasil, mas não somente.

    As pinturas rupestres foram produzidas pelos primeiros habitantes do Brasil. E estes habitantes deixaram nas pinturas registradas, muito provavelmente segundo nosso entender, suas ações sociais neste registro visual. Uma das ações sociais seriam as educativas.

    As transmitiram por meios educativos, acreditamos nesta tese, pois as pinturas repetem-se por extensões enormes e também porque foram identificados vários estilos de pintar os mesmos signos. Mostrando desta maneira que houve trocas culturais e de aprendizado entre os grupos ou mesmo dentro dos grupos que aqui viviam. Aluna : Thaiís Ohanna 6 G

    ResponderExcluir
  32. $ WANDERSON COSTA 6* G 100% LINDO!!$

    A PINTURA EGÍPCIA

    A arte egípcia origina-se na maior parte da hipertrofia do culto aos mortos, pois é ela que determina os tipos construtivos fundamentais, a temática escultórica ou pictórica.
    A tendência ao realismo, necessário para assegurar a identidade entre a imagem e a coisa representada, única forma de fazer que aquela assuma as propriedades desta, em decorrência de suas crenças religiosas dominadas pela idéia de outro mundo e de uma concepção dual da pessoa. O caráter conservador e hierarquizado e compartimentado do tipo de sociedade em que viviam determinou também a codificação da arte, a repulsa a qualquer novidade, e o culto ao convencional.
    A pintura tem seu grande campo de ação nas decorações dos monumentos funerários, onde grandes telas murais descrevem as ocupações e o ambiente vital do defunto.
    Arte de códigos rígidos representava o personagem de perfil, conforme a lei da frontalidade, com cenas perfeitamente estruturadas mas desconhecendo as leis da perspectiva.
    O material usado nessas pinturas, aplicadas sobre uma camada de gesso, era feita à cola com pigmentos minerais, sem matizações.

    ResponderExcluir
  33. cheldio disse...
    Nas tumbas de diversos faraós foram encontradas diversas esculturas do ouro. Os artistas egípcios conheciam muito bem as técnicas de trabalho artístico em ouro. Faziam estatuetas representando deuses e deusas da religião politeísta egípcia. O ouro também era utilizado para fazer máscaras mortuárias que serviam de proteção para o rosto da múmia.
    Os egípcios desenvolveram vários conhecimentos matemáticos. Com isso, conseguiram erguer obras que sobrevivem até os dias de hoje. Templos, palácios e pirâmides foram construídos em homenagem aos deuses e aos faraós. Eram grandiosos e imponentes, pois deviam mostrar todo poder do faraó. Eram construídos com blocos de pedra, utilizando-se mão-de-obra escrava para o trabalho pesado.

    ResponderExcluir
  34. essa pinturas são muitos bonitas e e muito usadas pra pinturas de vazos
    Aluno:wanderson Silva 6ª G

    ResponderExcluir
  35. A pintura do Antigo Egito significou um ressurgimento da pintura, muitos anos apos as pinturas rupestres. No Antigo Egito, os artistas estavam mais interessados na arquitetura e na escultura, por isso muitas das pinturas que ainda permanecem são decorações de tumba.
    poor isso e muitoo importante nois sabe como era antes de cristo e antigamente.

    Nome:Felipe paulo sousa santos
    serie: 6º Turma: G

    ResponderExcluir
  36. Marlon 6º G disse...

    A pintura do egípcia,Relacionava suas culturas antigas e tradições.Haviam também pinturas de
    faraos e tambem de construções mortuarias que abrigavam os restos mortais de seus faraós,além de
    belos templos dedicados ás dinvidades.
    Todas as pintuaras de figuras humanas tinha que obedecer a regra da frontalidade.Quer era ficar de olhos e tronco de frente e ter o corpo todo de lado.
    Seus aspectos culturais mais significativo do Egito era suas religião.

    ResponderExcluir
  37. aspinturas tem seu grande campo de açao nas decoraçoes dos monumentosfunerarios onde grande telas murais descrevem as ocupaçoes e o ambiente virtual do defunto.
    arte de co´diogos rigidos representava o personagem de perfio;comforme a lei da frontalidade com cenas perfeitamente estruturadas mas desconhesidos sas leis da pespectativa

    ResponderExcluir
  38. lucas pereira lima 6G25 de maio de 2011 10:26

    eu nao acredito que nas tumba tinha ouro de vesdade.

    ResponderExcluir
  39. as magestosas pinturas egipcias sao encontradas em piramides dos antigos faraos todas feitas exclusevas e originaiis e super qulificadas

    ResponderExcluir
  40. A arte egipcia é legal pois eles mostram como era as cores de antes, e como eram os desenhos tbm... pois sem as cores para eles nos mostrar como era os desenhos nao da para saber como fazer um trabalho ou coisa parecida...beatriz santos da silva 6G do ensino fundamental.

    ResponderExcluir
  41. Essas pinturas foram feitas a mais 3000 anos A.C.E sao bonitas e muitas usadas para pinturas de vazos

    wendel 6g

    ResponderExcluir
  42. Júlia Eduarda disse:

    A arte egípcia origina-se na maior parte da hipertrofia do culto aos mortos, pois é ela que determina os tipos construtivos fundamentais, a temática escultórica ou pictórica.
    A tendência ao realismo, necessário para assegurar a identidade entre a imagem e a coisa representada, única forma de fazer que aquela assuma as propriedades desta, em decorrência de suas crenças religiosas dominadas pela idéia de outro mundo e de uma concepção dual da pessoa. O caráter conservador e hierarquizado e compartimentado do tipo de sociedade em que viviam determinou também a codificação da arte, a repulsa a qualquer novidade, e o culto ao convencional.
    A pintura tem seu grande campo de ação nas decorações dos monumentos funerários, onde grandes telas murais descrevem as ocupações e o ambiente vital do defunto.
    Arte de códigos rígidos representava o personagem de perfil, conforme a lei da frontalidade, com cenas perfeitamente estruturadas mas desconhecendo as leis da perspectiva.
    O material usado nessas pinturas, aplicadas sobre uma camada de gesso, era feita à cola com pigmentos minerais, sem matizações.

    Júlia Eduarda - 19 - 7B

    ResponderExcluir
  43. **********FIM DO 2º BIMESTRE**********

    ResponderExcluir
  44. **********FIM DO 3º BIMESTRE**********

    ResponderExcluir